A Frustração

Escrito por em 1 de fevereiro de 2021

Às vezes a gente tem que ver os sinais e levar eles a sério. No meio do ano nosso presidente Romildo disse que esse ia ser um ano protocolar, pra sair vivo. Ele não estava brincando. Estamos tendo um final de temporada de 2020 (em fevereiro de 2021, me entendam) aonde os jogadores parecem não querer nada com nada e só se preocupam com postar no Instagram e jogar Fortnite. E os torcedores que tenham o seu domingo (e meio de semana) estragados por suas exibições.

Qualificar as últimas duas atuações do Grêmio ia requerer um colorido arsenal de palavrões e xingamentos. Houve um padrão nos dois jogos, jogamos bem o primeiro tempo e acabamos ganhando, não raro com justiça. Mas começa o segundo tempo e parece que os jogadores tomaram Dramin no vestiário. Contra o caro time do Flamengo isso quis dizer tomar três gols seguidos, mais um no final. Contra o vice lanterna Coritiba tomamos sufoco do jovem Rafinha, na flor de seus 37 anos deixando nossos jovens jogadores de meio com a língua de fora. Pra não ajudar conseguimos um pênalti no último minuto e deixam pra Jean Pyerre bater, que erra. Nada contra ele, mas era hora de alguém pegar a bola com convicção e bater um tiro de meta, dar um tirambaço pro goleiro entrar junto se tentar defender. O nosso menino foi na categoria e perdeu.

O interessante é que apesar do clima de fim de feira o ano não está perdido. Estamos fora da disputa do título do Brasileirão, é verdade, mas estamos bem vivos na final da Copa do Brasil. Se o jogo fosse semana que vem íamos ser trucidados… mas quis o destino que nosso adversário ganhasse a Libertadores e fosse jogar a final do Mundial Interclubes. Fica a torcida para que, caso eles vençam, venham em clima de já ganhou e deixem o título pra nós. E caso percam fiquem com a moral abalada e não desenvolvam seu futebol. Demos sorte, que o Imortal Tricolor se manifeste e salve nosso ano.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA


Música tocando

Título

Artista

Programa atual

Programa atual

Background