Tocando agora

Title

Artist

Programa Atual

Programa Atual

Background

DAR LIGA

Escrito por em 17 de agosto de 2020

Há algum tempo, uma nova competição vem entrando no cardápio do torcedor gremista. A grande lástima dos últimos anos de conquistas, é a incompatibilidade na questão das Copas com o Campeonato Brasileiro. Fato, este, que incomoda a todos pelo Tricolor fazer boas campanhas, mas jamais atingir o tão sonhado título.

A história por si só, fez com que o clube e a torcida sempre prestigiassem as competições por matas. Tanto que o Campeonato Brasileiro foi vencido pelo Grêmio duas vezes, na fórmula antiga, quando ainda era disputado por mata-mata. Só que essa sede por copas, fez com que olhássemos com um certo desleixo para a competição de pontos corridos, que mesmo não sendo a fórmula que nos atrai, sempre tivemos bons números. Obviamente que em épocas passadas, passávamos por dificuldades financeiras e faltava material humano, com os adversários tendo elencos melhores que os nossos. Mas, nos anos de glórias, com bons times e elencos, engajados com a vitória, poderíamos ir mais longe. Vejamos, por exemplo, em 2017, aonde ficamos grande parte das rodadas na segunda colocação, mas terminamos em quarto lugar. Neste ano, o campeão Corinthians terminou com 72 pontos e o Grêmio com 62. Claro que não vamos condenar, porque fomos campeões da Libertadores e chegamos nas semis da Copa do Brasil, que não veio no detalhe. Mas, se tivéssemos vencido partidas em casa contra o Avaí (que o goleiro Douglas fez milagres), Palmeiras (véspera do jogo contra o Barcelona de Guayaquil) e até mesmo contra o próprio Corinthians, além de partidas fora de casa contra o Sport (4-3) e Bahia (perdemos com gol de pênalti no último minuto) certamente, o cenário final poderia ter sido diferente.

Desde 2006, quando a CBF implementou o modelo de pontos corridos com os moldes atuais, o Grêmio conseguiu emendar cinco vitórias consecutivas quatro vezes. Não terminou entre os dez primeiros colocados, apenas uma vez. Foi um dos melhores visitantes nas duas últimas edições. Nos últimos dez campeonatos, ficamos com a pontuação mais regular de todos os times, empatando com o Corinthians, que ergueu a taça três vezes. O Tricolor marcou menos de 60 pontos, apenas uma vez, sendo que a pontuação média fica nos 70 pontos. De todas as edições de pontos corridos até agora, o Grêmio é o melhor mandante e o quarto melhor visitante (informações tiradas do site Uol e Globoesporte.com). O que comprova que falta foco, objetividade.

A nossa virtude, o nosso DNA, está nas copas. É estádio cheio, congestionamento nas ruas, noite lotada com os amigos, nervosismo e expectativa desde domingo. Só que pouco de atenção para esta liga, nos traria a dinastia e o temor que temos em outras competições, nas quais somos especialistas. Este é um campeonato de planejamento, no qual basta ser cirúrgico, com bons cálculos, que se consegue atingir o topo da tabela, conseguindo jogar as outras competições harmoniosamente, sem dar vantagem para um ou outra. Precisamos trazer nossa malandragem calculista para os gramados brasileiros, que certamente, conseguiremos unir o útil ao agradável e faremos “dar liga” com o patinho feio que o torcedor deseja. Há algum tempo o Brasileirão entrou no cardápio da maioria dos gremistas, mas cabe a direção e o nosso treinador entender esse desejo e levar até as quatro linhas.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA


Opinião dos leitores

Responda

Seu endereço de e-mail não será publicado.Required fields are marked *