Current track

Título

Artist

Programa no Ar

Tarja Preta

09:00 11:00

Programa no Ar

Tarja Preta

09:00 11:00

Background

E COMEÇOU A CANTILENA

Escrito porem 12 de dezembro de 2019

Vamos a umas considerações básicas, meus amigos queridos. Eventos que acontecem todo dezembro, tal e qual a Simone cantando “então é natal” nos sistemas de som das lojas.
Chegamos a Dezembro, chegamos àquela época fertilíssima em imaginação de uns quantos jornaleiros, cronistas do óbvio e de resultado que pululam na IVI, a soi-disante imprensa esportiva gaúcha.
Essa época é recheada de barrigadas da Imprensa. Vem à baila “infos” de um pessoal que, na verdade, nada sabe e que, mesmo assim, fala em contratações, em quem vem ou deixa de vir. Tudo isso, porém, é pura e simples especulação, sem qualquer base para o apoiar.
Esses “repórteres” têm de preencher espaços nos veículos de comunicação, têm lá suas colunas e seus programas esportivos que seguem funcionando a despeito de praticamente não mais haver competições. Então, fazem isso.
Chutam no atacado e no varejo. Querem elevar o achismo e a pura especulação ao grau de “notícia”. Destarte, fazem mil apontes, oitocentas contratações e seiscentas dispensas. Eventualmente, acertam uma vez, fato que, quando ocorre, de tão raro, provoca-lhes profusa ovulação, pondo-se a gritar “acertei”, ignorando que, para cada ‘acerto’, há duzentos erros outros. E fazem isso com jogadores, com saídas de dirigentes (no mais absoluto estivo cronista de obviedades).
Assim, tentam-se forjar uma relevância que não têm. E as redes sociais deram uma mãozinha mais que generosa a esses estelionatários da notícia.
Pior existe, porém: vezes há em, que por módica contribuição, eles assumem o papel de esbirros dos empresários e auxiliam-nos nos pleitos desses aos clubes. Fazem-nos pois os empresários também estão ávidos por negócios e comissões, querem vender seus empresariados aos clubes e, assim, querem a todo custo valorizá-los e, para tanto, usam técnica mais antiga que o meretrício, plantam na imprensa que o clube A tem interesse no jogador X, de seu portfólio, e, assim, o serelepe empresário vai ao clube B a dizer que há interessados no jogador, mas este preferiria o B ao A. E assim a coisa segue, havendo abundantes “profissionais” da imprensa esportiva que se prestam a este proxenetismo comercial, ao arrepio da mais comezinha deontologia.
Embora, todavia, esta prática ocorra rigorosamente TODO ANO e, assim que finda o brasileirão, põe-se em marcha a engrenagem ora aludida, o que mais nos causa espécie é o fato de ainda haver torcedores que embarcam nessa piroga desgovernada. Sim, começam logo a especular junto com essas vivandeiras das redações, reclamar de tal contratação (que não acontecerá) ou que o clube nosso não está contratando e por aí vai, começando a criar crise que não existe para o gáudio para o Lado rubro e leviano da força.

O que estamos aqui querendo dizer, meus caros amigos, é que não adianta açodamento tão-pouco dar ouvidos a Dias, Noites, Denardins ou dos Jardins, Farids ou Faróides, Benficas ou Malficas, Gross ou Finos, Reches ou Salsichas e todos essa caterva que vocês conhecem bem eis que o único interesse que têm é a empulhação e fazerem-se de leitões vesgos para sorverem em dos úberes ao mesmo tempo quando não passam de cachaços ébrios de má-catadura. Todos esses, sem exceção, são inimigos do Grêmio (sim, são, por mais duros que possam os vocábulos parecerem).
Esperem. Confiram as fontes (coisa que esse pessoal não tem). Pensem um pouco e analisem a retrospectiva. Esse pessoal não acerta uma sequer. Por que, então, insistir em dar-lhes crédito? Não o façam, não lhes dêem trela eis que imerecedores são. Cansamos já de dizer que os bons negócios (e, às vezes, infelizmente, os maus negócios também) não se fazem sob o histriônico ribombar das pataquadas eructadas pela imprensa, mas, sim, à sombra e calma dos escritórios e gabinetes.

Reflitam e consumam as mídias gremistas. As mídias verdadeiramente gremistas, sem barrigadas e interesses contrários aos nossos. Façam isso e aborrecer-se-ão muito menos, asseguramos.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA


Opinião dos Leitores

Responda

Your email address will not be published. Required fields are marked *



Continue Lendo

Próximo Post

LUAN


Thumbnail