Current track

Título

Artist

Programa no Ar

Tarja Preta

18:00 20:00

Programa no Ar

Tarja Preta

18:00 20:00

Background

E VAI COMEÇAR O BRASILEIRÃO

Escrito porem 13 de abril de 2018

nálise Campeonatos Brasileiro 2010 -1017

Vejo o Grêmio jogando o futebol mais técnico que me lembro de ver jogar desde que acompanho o Grêmio (e peguei todas grandes fases a partir de 83). Afirmo sem titubear: este é o Grêmio que melhor vi jogar futebol.

É um futebol que sempre preguei, de toque, de se impor, fazer valer nossa grandiosidade também em jogos fora. Temos um time extremamente técnico que nos permite jogar assim. O SINPOF (SINdicato do POntinho Fora), me irrita, apesar de ser este o discurso na República do Texas, como chama o amigo RW. Num campeonato de pontos corridos, jogar a empatar é abdicar de ser campeão. Monitoro o Brasileirão por pontos corridos já há algum tempo e é preciso entender como se joga este tipo de campeonato para almejar o topo. E temos time para isto. Vejamos:

Olhando as médias de todos os campeonatos de 2010-17, nota-se a importância de se jogar a vencer. Os times campeões tiveram, em média 22 vitórias e 9 empates, com 7 derrotas nos certames.

Agora um detalhe importantíssimo: Os campeões até aqui tem sido os times que mais pontuam fora de casa! Em média os times campeões tiveram 9 vitórias, 5 empates e 5 derrotas fora de casa, alcançando uma média de aproveitamento de 56,1% dos pontos disputados como visitantes (!!!) ou 32 pontos. É uma quebra de paradigma importante, levando em consideração nossa cultura local. É vital GANHAR jogos fora para um time sagrar-se campeão. Esta é a grande mudança de mentalidade que precisamos ter. Somos bombardeados pela ideia de que precisamos ter cuidado ao jogar como visitante, que um pontinho fora é um bom negócio. Não é. Não num campeonato de pontos corridos onde a vitória vale 3 pontos. Precisamos trocar pontos com os grandes e fazer valer nossa camisa contra pequenos e médios. E jogar sempre a vencer contra todos. 2018 não deverá ser diferente.

Siglas:
PG         Pontos Ganhos
J             Jogos
%           Percentual obtido de pontos ganhos em relação ao total das 38 rodadas
V            Vitórias; 
E            Empates
D            Derrotas
VF          Vitórias Fora
EF          Empates Fora
DF          Derrotas Fora
PGF       Pontos ganhos em jogos fora
%Fora   Percentual de Pontos obtidos Fora em relação ao total possível em 19 rodadas como visitante
GM        Gols Marcados
GS          Gols Sofridos
SG          Saldo de Gols

Outras observações:

O time campeão, nestes 8 campeonatos:

– Foi o que teve a melhor defesa 4 vezes, derrubando a teoria que jogar fechadinho é bom, que defesas ganham campeonatos (pro nosso futebol, não é regra);

– Foi o que teve o melhor ataque 5 vezes;

– Foi o que obteve o melhor saldo de gols em 7 campeonatos. Istro mostra que o equilíbrio é essencial.

O campeonato manteve a tendência de elevação do nível de exigência ao longo destas 8 edições (2010~2017). 2010 terminamos com um campeão com 71 pontos e aproveitamento de 62,3% e chegamos num campeão com 81 pontos e 71,1% de aproveitamento em 2015. Fechamos 2017 com Corinthians campeão com 72 pontos e 63,2% de aproveitamento. Apesar de uma quebra na tendência de incremento da pontuação, a média no período aumentou (2010/2017). O Corinthians chegou a ter absurdos 80% no primeiro turno, mas não sustentou. Nem quem vinha atrás conseguiu buscar.

Abaixo está a tabela completa que montei para analisar os números. Pra quem curte, é surpreendente rever as campanhas dos times campeões. A gente pode aprender bastante.

Que o Grêmio entre com o pé no acelerador em todas as competições até a Copa. Depois vemos como as cartas se ajeitam e jogamos conforme nossa mão. Temos tudo para beliscar um outro grande título este ano. Ou mais.

Saudações tricolores 


Opinião dos Leitores

Responda

Your email address will not be published. Required fields are marked *