Mazaropi

Escrito por em 5 de fevereiro de 2021

Mazaropi faz aniversário há poucos dias. Personagem histórico do Grêmio. 
Campeão da América, do Mundo, da Copa do Brasil e hexa gaúcho. Pegador de penalidades máximas decisivas, vide América de Cali em 1983 e  a final do Gauchão 1989. 

Foram sete anos de glórias no Olímpico, como jogador. A cada defesa importante, vibrava com o torcedor. Acabou tornando-se um deles. 
Maza ainda foi preparador de goleiros e treinador, no início dos anos 1990. Na mesma época, eleito vereador de Porto Alegre com o voto maciço da Nação Tricolor. 

Na metade de 1990, considerado “ultrapassado” pela direção da época, deixou o clube. Depois, passou ainda por Coritiba, Figueirense e Guarani-Cruz Alta. 
Logo na saída do Grêmio, veio o convite do nosso maior rival, que tinha vendido Taffarel ao Parma. O plano deles era promover a estreia de Mazaropi no Grenal do Brasileiro (1 a 0, Grêmio, no Aterro). 

Então, ele sentiu a situação. Preferiu refletir. Lembrou de momentos marcantes. Agradeceu, educadamente, o convite deles, mas recusou. 
A explicação, para amigos próximos, foi direta: “Se um dia eu boto o Grêmio na Justiça cobrando grana, brigo com alguns dirigentes. Se eu vestir a camisa deles, brigo com a torcida. Isto eu não poderia fazer”. 


Opinião dos Leitores

Os comentários estão encerrados.


Continuar lendo

Música tocando

Título

Artista

Programa atual

Hospício Rock

16:00 20:00

Programa atual

Hospício Rock

16:00 20:00

Background