ME PERDOEM!

Escrito por em 11 de janeiro de 2021

Tenho a impressão que às vezes querem que nos sintamos culpados por desejar sempre o melhor para o Grêmio, por querer que um clube gigante como o nosso esteja sempre ambicionando na teoria e TAMBÉM NA PRATICA as coisas pertinentes a um clube dessa grandeza. Muitos consideram ingratidão desejar isso, afinal, conseguimos vencer após um período de 15 anos de jejum e eu aproveito pra questionar algumas coisas: O que não pode acontecer em hipótese alguma, a torcida esperar um clube competitivo todos os anos dentro e fora de campo ou os 15 anos de jejum? Em qual das duas situações está o erro? Será que está correto embasar nossas ambições em um período onde só fracassamos? Gratidão significa não esperar mais nada do clube porque fomos campeões em 2016 e 2017? Se a régua que mede aquilo que o Grêmio busca como um grande clube de futebol é o jejum de 15 anos, então talvez exista alguma discordância por parte de alguns quanto a grandeza do nosso clube.

Muito se fala em gratidão. Mas apenas a gratidão que a torcida é cobrada para que se tenha. Pois eu afirmo: não é necessário pedir porque isso vem automaticamente no coração de um torcedor sincero. Mas e a gratidão por parte das pessoas que estão lá dentro? Foi o Grêmio que proporcionou ao Renato ser Campeão da América pela primeira vez como treinador. Foi o Grêmio que deu a oportunidade para todos os jogadores que lá estão. Mas parece que a gratidão é cobrada apenas por uma via. Não existe forma melhor de cada um deles serem gratos, do que fazendo do Grêmio um clube que anseia vencer sempre. E que essa vontade não fique apenas nos discursos, que ela seja nítida nas atitudes que o clube e o treinador tomam e que também seja notável dentro de campo.

Me dói não poder traduzir o meu amor pelo Grêmio em vida dentro de campo. Me dói ter que aceitar que o sucesso do Grêmio, depende da vontade de pessoas que as vezes parecem não ter ideia do que é esse sentimento. Cansa ser sempre criticada como torcedora e pouco compreendida com o que aquilo que um torcedor sincero sente. Eu sei que não dá para ganhar sempre, mas dá para ao menos tentar com vontade sempre. Não quero um Grêmio preso ao passado. Seja nos 15 anos de jejum ou nos 2 títulos conquistados em 2016/2017. Eu acho que o nosso clube pode muito mais do que simplesmente se conformar com 2 títulos a cada 15 anos e com a vaga no G4 do Campeonato Brasileiro mais acessível de todos os tempos. Então do fundo coração, ME PERDOEM! Se o que eu desejo é demais e isso me torna ingrata.


Opinião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *



Continuar lendo

Próximo post

OPORTUNIDADES


Thumbnail
Música tocando

Título

Artista

Programa atual

Homeopatia Rock

21:00 23:00

Programa atual

Homeopatia Rock

21:00 23:00

Background
%d blogueiros gostam disto: