REFLEXÕES DE FIM DE ANO

Escrito por em 28 de dezembro de 2020

O Grêmio não foi brilhante contra o São Paulo, que tem um Fernando Diniz 50% focado e 50% aloprado.
O elenco do São Paulo não chega a ser espetacular como setores da mídia pregam. O goleador deles, por exemplo, é refugo nosso.

O São Paulo é o único clube que não teve jogador expulso em 2020. Teoria da conspiração? Talvez. Só nas partidas contra o Grêmio, poderiam ter sido 4 expulsos, com muita benevolência.

Do outro lado, Lisca doido arma um América muito competitivo, que foi ao Allianz Arena arrancar um empate com o badalado Palmeiras (os dois gols foram juvenis, mas enfim…), levando uma boa vantagem a BH.

Eu sei, o ano é atípico, sem torcida tudo pode acontecer. Mas reflitamos: o Grêmio teve alma “copera”, em especial no 2o tempo contra o SP. O América tem uma leve vantagem, e o Palmeiras mostrou, tanto no jogo contra o outro time do RS no fim de semana passado, quanto contra o time que eliminou eles próprios, que não é bicho de sete cabeças.

Em suma, temos um Grêmio que parece estar crescendo na hora certa, enquanto os outros marcam passo. Temos um SP bem organizado pelo Diniz, mas que não tem como especialidade correr atrás de resultado. Um Palmeiras que, na mão de Abel Ferreira (muito papo pra pouco futebol), se mostra instável, e um América MG que tem em Lisca doido seu único trunfo.

Não querem me deixar sonhar com título? Azar. Um dos maiores críticos do mundo aos trabalhos recentes do Renato sou eu. E daí? Não querer o título em nome de interesses pessoais? Jamais! Até porque, o título sempre é um interesse pessoal.

Quero que Renato entre em cena tal qual outrora. Quero que Renato cale a minha boca, e a de todos os demais críticos. Quero que Renato traga o hexa, chegue na entrevista e diga “eu falei que a gente ia decolar”. Eu não vejo a hora de ouvi-lo dizer “lá atrás eu dizia que confiava no meu grupo, e vocês duvidavam. Então, é o que eu sempre falo pra vocês…”. Estou babando pra ele um dia mencionar meu nome, e dizer “você, que passou o ano todo falando bobagens, deveria me pedir desculpas!”.

Ainda sobre Renato, independentemente do resultado final, não creio em uma permanência após a temporada. O homem está cansado. E eu entendo isso.
Só que, diante da sua história na instituição GRÊMIO, seria um crime fechar sua participação nessa linda passagem recente sem o título dessa Copa do Brasil.

A mesma taça que iniciou sua consagração, tem tudo pra encerra-la, da maneira que um ídolo de seu calibre merece.

Renato, só queremos a Copa. Se quiseres outra estátua, a gente negocia depois. Não estou sendo oportunista. Apenas retratando o sentimento de um torcedor. Um torcedor que critica sempre que necessário, mas que ama seu clube, respeita seus ídolos, e acima de tudo, sabe que a alcunha “Imortal” não se obtém em 4 anos de vida.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA


Opinião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *



Continuar lendo

Música tocando

Título

Artista

Programa atual

Sala do Hospício

20:00 21:00

Programa atual

Sala do Hospício

20:00 21:00

Background
%d blogueiros gostam disto: